segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

NRA CONTINUA A MATAR NA AMÉRICA



À luz do recente tiroteio numa escola da Florida, o controlo das armas nos EUA tornou-se, mais uma vez, um tema quente. Opiniões e emoções estão num remoinho mas os factos são bem conhecidos.
A realidade é que tudo vai continuar na mesma por via do poder que desfruta na sociedade americana a criminosa NRA, actualmente com a conivência não menos criminosa de Trump.
Aqui, cabe apenas uma pergunta: quantos mais cidadãos americanos terão de ser assassinados para que o controlo sobre a venda de armas nos EUA seja decretado?

FRASE DO DIA (773)


[O PSD é] o verdadeiro retrato de um partido populista e demagógico, neoconservador e neoliberal, cujo objectivo principal – eu diria mesmo: único – é chegar ao poder para privilegiar certos interesses e clientelas.

O MELHOR QUE SAIU DO CONGRESSO DO PSD...



Eles estão francamente desesperados por não sentirem qualquer hipótese de acesso ao poder nos tempos mais próximos, único objectivo perseguido pela esmagadora maioria dos militantes do PSD e, principalmente dirigentes. Não se encontra outra conclusão para afirmações tão desbragadas que não conseguem enganar o mais ingénuo dos portugueses em matéria política. Nem dão conta do ridículo em que caem.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

INCLEMENTE...


In Expresso

FRAGILIDADES DO ENSINO SUPERIOR


"É difícil para um trabalhador conseguir estudar". 
Dominique Guellec, coordenador da avaliação da OCDE à investigação e ao ensino superior, Expresso 

FRASE DO DIA (772)


Não se pode admitir, por distração política, por oportunismo, ou por cedência a interesses egoístas, o desaparecimento total ou parcelar das principais funções que a empresa [CTT] corporiza.

A MENTIRA DO FUTURO RISONHO...


Francisco Louçã, Expresso Economia

sábado, 17 de fevereiro de 2018

AS INFELICIDADES DA DIREITA


Francisco Louçã iniciou hoje a sua participação como colunista de Expresso Economia com um artigo de opinião do qual retirámos as seguintes ideias por considerarmos que são as que espelham melhor aquilo que o antigo líder do Bloco de Esquerda pretendeu transmitir aos seus leitores.
O problema dos problemas é que a direita política não representa a direita económica e talvez nem sequer a direita social.
(…)
Tudo o [que Rio] disser é repetido e, pior, não suscita curiosidade.
(…)
[O que Rio quer] é um liberalismo temperado de medos, que exige que o Estado abra negócios, mas que precisa de protecção, mais do que no passado.
(…)
O congresso do PSD é o melhor festival nacional de conspirações, sem comparação na política indígena.
(…)
O problema de todos os candidatos emergentes e latentes [no PSD] é que a direita económica prefere outra ambição, a maioria absoluta do PS.
(…)
O PSD e o CDS não têm viabilidade em Portugal porque a política de direita está esvaziada.
(…)
[A direita] quer um Estado abundante que distribua parcerias, concessões e prebendas, mas que puna a pobreza e seja manhoso com os desempregados.
(…)
O que a direita quer deixou de ser apresentável e por isso vive derrotada.
(…)
À direita resta-lhe esperar por um populista mais engrossado do que Rio. Só então se levantará.

CITAÇÕES


Combater a precariedade e o seu cortejo de perversidades na advocacia é uma exigência de decência e de direitos. É uma escolha política.
José Manuel Pureza, Diário as beiras

[O plano de Rio] não é ganhar as legislativas de 2019, é impedir que o PS tenha maioria absoluta e dar o braço sem torcer e ensaiar o abraço de urso.
Pedro Santos Guerreiro, Expresso (sem link)

O que se desperdiça quase daria para alimentar a população mundial que tem falta de alimentos.
José Graziano da Silva, Diretor-geral da FAO, Expresso (sem link)

Há 50 anos a esperança média de vida [em Portugal] era inferior [à atual] e a longevidade dos tempos atuais traz outras formas de incapacidades, pelo que é urgente a reavaliação do Código Civil no domínio das incapacidades.
Teresa Silva e Maria do Rosário Zincke, Expresso (sem link)

O Algarve continuará unido, a lutar contra um processo lamentável [de exploração de petróleo e gás], que não traz futuro e que conduziria inevitavelmente o desenvolvimento da região a um beco sem saída.
(…)
Não queremos nem mais nem menos, apenas o que é justo. O Algarve livre da ameaça do petróleo e do gás natural.
Jorge Botelho, líder da AMAL, Expresso (sem link)

A social-democracia que inspira Pedro Nuno Santos prevaleceu num tempo, já distante, em que a relação de forças era mais favorável ao trabalho, em que o capitalismo vivia tempos de expansão económica e relativa estabilidade geopolítica e financeira.
(…)
O resultado da globalização financeira é um capitalismo diferente do que existia no pós-guerra, mais insustentável, mais perigoso, incapaz de garantir prosperidade, quanto mais de distribuí-la.
Mariana Mortágua, Público (sem link)

A campanha da direita que organiza a opinião de direita é a da pureza ideológica, do regresso à barricada mais sectária.
Manuel Loff, Público (sem link)

O líder do PSD nunca conseguiu acertar o tom como líder da oposição e, sobretudo, foi manifesto que não percebeu a mudança política que se operou no país após as legislativas.
São José Almeida, Público (sem link)

O PSD ainda há-de compreender da pior maneira que um dos seus problemas foi deixar o PS ocupar o centro político.
(…)
O PSD acaba por ser o monstro que parte toda a loja de porcelana, porque tem muito mais eleitores do que o CDS ou a nova direita radical do Observador, mas é a eles que tem na cabeça e no comando.
(…)
O PSD erra se pensa que a aceitação e popularidade que se vêem nas sondagens do PS são apenas devidas a manipulações propagandísticas.
(…)
A ideia de que o objectivo único dos partidos é ganhar o poder é atractiva para os aparelhos e para os militantes clubistas, mas é vista como insensata pelos eleitores.
Pacheco Pereira, Público (sem link)